blog

Da Agência Sebrae de Notícias

Depois de se conhecerem na faculdade e trabalharem juntos, casal abre empresa e planeja crescer em Goiânia

Formados em design pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Goiás, Fábio Aparecido dos Santos, de 32 anos, e Jackeline de Paula Custódio da Silva Santos, de 28, se conheceram na época da faculdade. A relação entre os dois se estreitou quando os dois foram colegas de trabalho em um jornal de circulação diária em Goiânia (GO). Casaram-se em 2009 e tornaram-se sócios dois anos depois.

Desde o início do relacionamento, os dois trocavam ideias e falavam da expectativa de investir em um negócio – o pensamento borbulhava na cabeça dos designers, que, além dos empregos fixos, faziam trabalhos como free-lancers. O atendimento a clientes eventuais levou-os a perceber que a área de design era promissora em Goiânia e que, com talento e dedicação, poderiam abrir a própria empresa. Assim surgiu a OOT Design e Comunicação, em setembro de 2009. A empresa desenvolve logotipos, identidade visual, papelaria (cartão de visita, papel timbrado, etc), impressos em geral (folders, catálogos, newsletters), sites, publicações, entre outros.

Os sócios contam que, no início, a OOT apenas complementava o orçamento do casal. Eles atendiam atendimento clientes, que, em sua maioria, já estavam com eles antes mesmo da abertura da existir. Hoje, os dois se dedicam apenas ao negócio que tem aproximadamente 12 clientes, entre contratos fixos e por trabalho. “Atendemos desde empreendedores individuais (EI) até grandes empresas. Com pouco tempo de estrada, a OOT passou a ser conhecida e valorizada no mercado”, destaca Jackeline.

Para o desenvolvimento do trabalho, eles investiram na aquisição de equipamentos e num local para a sede da empresa. Quando necessário, Fábio e Jackeline contratam profissionais terceirizados para o trabalho. Segundo o casal, para ter um negócio como a OOT é preciso investir cerca de R$ 30 mil. A estimativa é que o retorno financeiro chegue em cinco anos, já que a microempresa está em fase de estruturação.

Além do investimento financeiro, Fábio e Jackeline esclarecem que é preciso coragem, acreditar no talento e se capacitar constantemente. “Pesquisa é fundamental. Manter-se atualizado para não correr o risco de apresentar algo que já existe para o cliente. Cuidar para sempre inovar e estar à frente do usual, ou seja, surpreender”, enfatiza Jackeline. A vontade deles de competir no mercado recebeu um reforço no ano passado. Eles participaram do Empretec no Sebrae em Goiás. O seminário incentiva o comportamento empreendedor dos participantes. Depois do curso, eles somaram um novo produto à carteira da OOT, Fábio e Jackeline prestam consultorias para empresas da cidade.